5 Benefícios de um Inventário de Carbono na Nuvem

Você conhece os benefícios de desenvolver um inventário de carbono na nuvem? O monitoramento das emissões de gases geradores do efeito estufa (GEE) é uma atividade fundamental no controle ambiental das empresas. A partir desse acompanhamento é possível elaborar um inventário de carbono, a ferramenta central para gestão das emissões destes gases, permitindo o registro, a projeção, o estabelecimento de metas e o planejamento de alternativas para reduzir o impacto de sua empresa no meio ambiente.

Porém, é possível ir além e integrar tecnologias de gestão ambiental e tecnologia de informação para produzir um inventário de carbono usando ferramentas computacionais e o cloud computing (leia também o nosso post “Inventários de GEE: quando planilhas já não são suficientes“)

Neste artigo você vai descobrir cinco motivos campeões para usar esse tipo de solução de TI em sua companhia. Continue com a leitura e confira!

Quais são os 5 benefícios de um inventário de carbono na nuvem?

Monitorar para agir

Quando falamos a respeito dos gases que contribuem para o aquecimento do planeta tratamos de múltiplos gases (CO2, CH4, N2O, PFCs, HFCs e SF6) oriundos de uma ampla gama de fontes e atividades. O monitoramento de emissões não pode ser entendido como um simples registro das quantificações. As emissões de gases de efeito estufa são indicadores de eficiência de processo, da renovabilidade da matriz energética de uma empresa e, em última instância, da competitividade do negócio. Na verdade, um inventário robusto pode identificar pontos de melhoria, contribuir na definição de um plano de mitigação e aumentar a eficiência operacional de seu negócio.

Com os dados do inventário lançados na nuvem e o cruzamento de informações feitos por um software eficiente, é possível conduzir análises complexas, em tempo real, que permitem estruturar um planejamento para o controle de emissões. Isso significa economizar tempo, reduzir impactos e estar apto a avaliar, de fato, sua performance ambiental.

Baixo custo

A utilização de softwares de inventários de gestão de emissão de gases de efeito estufa (GEE) baseados em cloud computing deve ser feita por uma equipe especializada e capacitada para treinar os gestores tomadores de decisão e os usurários finais que estarão lidando com a ferramenta diariamente.

A instalação destes sistemas é rápida e de baixo custo. Por utilizar servidores na nuvem, o cliente não precisa investir em infraestrutura e contará com padrões internacionais de disponibilidade e de segurança da informação. Com a capacitação dos funcionários da empresa para utilizar a interface do software, e o uso frequente da ferramenta, é possível internalizar por completo sua gestão de emissões, parar de depender de prestadores de serviço e garantir uma redução das despesas ainda maior.

Acompanhamento 24 horas

Com o inventário de carbono instalado na nuvem, é possível garantir o acesso seguro às informações de emissão de GEE de sua empresa a partir de qualquer dispositivo e em qualquer lugar. Os tomadores de decisão podem receber relatórios instantâneos, assim como alertas de performance baseados nos parâmetros e metas definidos pela empresa. Os gestores identificam desvios e não conformidades com maior rapidez e podem agir em tempo hábil para manter o negócio operando dentro das metas. Tais sistemas permitem também que os gestores acompanhem, sem esforço, a entrada dos dados, identificando lacunas de informação e atuando para evitar atrasos. Finalmente, os fornecedores de dados e responsáveis nas unidades operacionais passam a tangibilizar o resultado de seu trabalhando, enxergando os impactos de suas ações para as emissões da companhia. Essa integração economiza tempo e traz impactos positivos tanto na gestão ambiental como na redução de custos da companhia.

(Leia também o nosso post “Noções Básicas de Gestão Ambiental“)

Integração com banco de dados

Os inventários de carbono instalados na nuvem podem ser integrados aos bancos de dados da empresa e ser alimentados automaticamente a partir destas informações. Normalmente, se alimentam de múltiplas plataformas: bancos de dados físicos, como Access e Oracle, bancos de dados na nuvem, como MySQL, planilhas excel, sistemas de gestão (ERP) ou relatórios gerenciais. Isso permite uma atualização constante e em tempo real das informações de emissão e também garante o monitoramento mais preciso da performance da sua empresa em relação às suas metas e objetivos corporativos. Além de, claro, garantir a rastreabilidade das informações permitindo total transparência dos resultados.

Engajar a equipe é mais fácil

Quando você consegue perceber o resultado do seu esforço, você se empenha com mais vontade. É por isso que quando você utiliza o cloud computing para armazenar seu inventário de carbono, fica mais fácil engajar sua equipe: a evolução do trabalho duro está logo ali na tela, em tempo real, de um jeito amigável e inspirador.

Sua empresa faz o monitoramento das emissões de GEE? Você utiliza a nuvem para otimizar o processo? Quais são os principais desafios que você enfrenta na gestão ambiental de sua companhia? Conte para nós suas experiências através do espaço de comentários!

mudanças climáticas

Comentários

comentários

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail
rss