Dicionário de Siglas e Acrônimos da Sustentabilidade

Frequentemente em nosso site e blog utilizamos algumas siglas que acabam gerando dúvidas em muitos leitores. Pensando nisso, decidimos criar um dicionário de siglas e acrônimos da sustentabilidade, para sanar dúvidas e deixar o público mais familiarizado com os nossos conteúdos. Confira!

ACV – Análise do Ciclo de Vida

ACV, ou do inglês LCA (Life Cycle Analysis), é uma análise que avalia e quantifica o impacto que um produto ou processo pode gerar no meio ambiente. Essa análise é feita sobre todo o clico de vida do item em questão, que vai desde a sua criação até o momento em que é descartado ou reciclado. Inclui, ainda, os processos de extração de matéria prima, produção, transporte e utilização, entre outros.

CDP – Carbon Disclosure Program

CDP (Programa de Divulgação de Emissão de Carbono) é uma organização sem fins lucrativos, que atua internacionalmente. Num primeiro momento, o objetivo do CDP era solicitar às grandes empresas que reportassem suas informações sobre emissão de gases de efeito estufa e ações que ajudariam a mitigá-las. Hoje, além de trabalhar com questões relacionadas ao carbono, energia e clima, os programas também abrangem questões relacionadas à água e florestas.

COP – Conferences of the Parties

COP (Conferência das Partes) é o órgão supremo no âmbito da Convenção sobre Mudanças Climáticas (UNFCCC). A COP é formada pelos membros da convenção (que totalizam 187 países, incluindo o Brasil, e um bloco regional). As reuniões são feitas a cada 2 anos e é de responsabilidade da COP tomar decisões que estejam relacionadas a aspectos processuais, técnicos e financeiros na implementação de tratados eventualmente firmados pelos países integrantes.

GEE – Gases de Efeito Estufa

São substâncias que se acumulam na atmosfera e absorvem uma parte da radiação infravermelha emitida pela superfície terrestre. Isso faz com que a liberação de calor para o espaço seja dificultada, aumentando sua retenção e, consequentemente, a elevação da temperatura média da Terra.

GHG Protocol – Greenhouse Gas Protocol

O GHG Protocol (Protocolo de Gases de Efeito Estufa) é uma ferramenta utilizada para quantificar as emissões de GEE e é o método mais utilizado para realizar inventários. Foi desenvolvida pelo World Resources Institute (WRI) em 1998, nos Estados Unidos.

GRI – Global Reporting Initiative

A Global Reporting Initiative é uma organização não governamental que produz a mais abrangente estrutura para a elaboração de relatórios de sustentabilidade, estabelecendo princípios e indicadores para as organizações medirem e comunicarem seu desempenho econômico, ambiental e social.

IPCC – Intergovernmental Panel on Climate Change

O IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) foi criado em 1988 para fornecer informações técnicas, científicas e socioeconômicas que auxiliam no entendimento das mudanças climáticas, bem como seus impactos e quais as opções para adaptação ou mitigação advindos dessas consequências.

MDL – Mecanismo de Desenvolvimento Limpo

MDL é um dos mecanismos criados pelo Protocolo de Kyoto e foi desenvolvido para auxiliar diretamente no processo de redução de emissões de GEE ou de captura (sequestro) de carbono.

RCE – Redução Certificada de Emissões

Quando uma empresa ou pessoa reduz suas emissões de GEE, ela recebe certificados ou créditos de carbono. Por convenção, 1 tonelada de CO2e (dióxido de carbono equivalente) corresponde  a 1 crédito de carbono.

E então, há alguma contribuição que você queira fazer para o nosso dicionário? Ou existe algum termo ou sigla ligado à sustentabilidade que você ainda tem dúvidas? Escreva para nós através dos comentários. Este será um espaço constantemente atualizado!

Comentários

comentários

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail
rss