Case Elera Renováveis - Mudança de foco e relevância no uso de inventário de gases de efeito estufa na Elera e sua transformação em ferramenta estratégica. - Blog WayCarbon

Case Elera Renováveis – Mudança de foco e relevância no uso de inventário de gases de efeito estufa na Elera e sua transformação em ferramenta estratégica.

Há mais de 100 anos no mercado de energia e com presença em 30 países, o compromisso com o meio ambiente não é novidade para a Elera Renováveis. Trabalhando com fontes renováveis de energia, as agendas relacionadas à sustentabilidade e mudança do clima sempre foram pontos importantes para a gestão da empresa. Há anos a Elera produz o seu inventário de gases de efeito estufa, dando continuidade ao seu compromisso com a agenda climática.  

Realizar um inventário de emissão de gases de efeito estufa (GEE) com essa multiplicidade de fatores e diversos pontos focais não é tarefa fácil, principalmente considerando que o reporte envolve diversas unidades de produção e é submetido à matriz no Canadá. Por isso, para auxiliar no desafio de elaborar relatórios completos de forma muito mais simples e ágil a Elera confiou no Climas, software completo de gestão integrada de informações ESG desenvolvido pela WayCarbon. Além de mais agilidade e confiabilidade nos dados, a equipe de sustentabilidade da Elera ganhou maior qualidade de trabalho, e, principalmente, pôde entender essas informações como um ponto muito mais estratégico nas tomadas de decisão variadas dentro da companhia. 

Conheça alguns dos desafios, as ações realizadas e os principais resultados alcançados pela Elera após a utilização do Climas para gestão do inventário. 

Alguns dos desafios e resultados você encontra neste artigo, mas o relatório completo da transição da Elera para um novo inventário de emissões GEE você pode acessar clicando aqui e baixando o material.

Desafios 

Tradicionalmente, o processo envolvido na elaboração do inventário pela Elera era o da simples utilização de planilhas para imputação de dados. Dessa forma, o processo necessário para a realização do inventário envolvia 7 regionais e mais de 10 parceiros, além da equipe interna de meio ambiente. Além disso, o reporte precisa ser feito para a matriz canadense, variável que traz ainda mais complexidade para essa atividade. 

Essa multiplicidade de agentes detentores de informação era um dos grandes desafios relacionados à coleta dos dados, pois essas várias fontes podem ser responsáveis por gerar ruídos nas informações e atrapalhar o acompanhamento e tomada de decisão baseada neles.   

Para aprimorar as ações que procuram criar uma gestão mais eficiente das emissões, o ponto de partida para a Elera, então, foi achar uma maneira de realizar os reportes relacionados ao inventário de GEE que fosse não só mais simples, mas também permitisse mais análise, correlação e interpretação desses dados. Nesse contexto a companhia passou a utilizar o Climas, software líder para gestão integrada de informações ESG. 

Como o Climas auxiliou nessa transição 

Nesse cenário de complexidades, o Climas foi contratado em 2020 como o software de gestão de dados ESG da Elera, aposentando de vez a utilização das planilhas manuais e trazendo uma atuação mais ampla de todo o setor de meio ambiente. Como todos os fatores técnicos já estão no sistema, inclusive com tradução para inglês e espanhol, todo o processo anterior de coleta de informações via planilhas e e-mails foi eliminado, reduzindo drasticamente o trabalho dos envolvidos no processo de inventário. Agora, o trabalho da equipe de meio ambiente consegue ficar mais focado na análise dos resultados antes do envio para a matriz bem como nos estudos subsequentes que permitem avaliar as oportunidades de evolução na agenda climática da organização. 

Com isso, inúmeros resultados positivos foram alcançados, auxiliando a Elera no caminho para uma maior maturidade na agenda climática. 

Resultados 

Utilizar o Climas para gerenciar as informações de emissões de GEE na Elera trouxe benefícios em diversas esferas dentro da companhia, sobretudo, governança, qualidade de trabalho e protagonismo da área de Meio Ambiente. Isso deixa claro que, cada vez mais, resultados positivos alcançados vão muito além dos financeiros, podendo ser responsáveis por uma mudança radical – e positiva – na cultura de uma empresa multinacional como a Elera. 

Nesse novo processo, a área de meio ambiente conseguiu assumir um papel muito mais amplo, pois, munido de informações centralizadas e mais confiáveis, foi possível assumir um protagonismo maior nas tomadas de decisão baseadas na agenda climática. Isso tudo contribuiu para que o foco da realização do inventário, hoje, não seja apenas um reporte tradicional, mas uma importante ferramenta de análise de dados e identificação de novas oportunidades.  

Com as questões da mudança climática e sustentabilidade sempre em pauta dentro da companhia, o processo de inventário de emissões de GEE em uma plataforma especializada passou a ser uma parte importante na busca de mitigação dessas emissões pois trouxe mais visibilidade interna e, principalmente, maturidade na gestão do conhecimento e transformação das informações e dados em ações relevantes dessa grande temática global. 

Para acessar o case completo realizado junto à Elera e entender mais profundamente como o Climas trouxe novas dimensões para o negócio da empresa e ampliou a atuação da equipe de sustentabilidade, acesse o link abaixo e faça o download. 

Compartilhe esse conteúdo

Tags

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.