Santander investe na WayCarbon

Nota de imprensa: São Paulo, Madri, 8 de março de 2022.

O Grupo Santander anunciou no dia 8 de março de 2022 um acordo para a compra de 80% da WayCarbon Soluções Ambientais e Projetos de Carbono, empresa líder em consultoria ESG (sigla em inglês para meio ambiente, governança e sociedade) sediada no Brasil.

A WayCarbon tem assessorado organizações públicas e privadas a realizar as suas transições energéticas há 15 anos, com 140 funcionários atendendo a clientes de 18 países. A empresa oferece três serviços principais para ajudar os clientes a desenvolver e implementar estratégias para aumentar sua sustentabilidade: consultoria ESG; software de gestão de estratégias ESG e de risco climático; e originação e comercialização de créditos de carbono.

Esta aquisição é um passo importante para aprimorar ainda mais as ofertas de sustentabilidade do Santander, a fim de apoiar os clientes de todos os mercados em suas transições para um novo modelo energético. O acordo também ajudará o Banco a avançar ainda mais em seus próprios objetivos ESG, comprometendo-se com o mercado voluntário de carbono, com programas de reflorestamento e de conservação florestal e com outras formas de comércio de emissões.

Os mercados de carbono permitem que empresas, organizações sem fins lucrativos, governos e indivíduos comprem e vendam créditos de compensação, que equivalem à redução de uma quantidade específica de emissões.

“Como referência em ESG, a WayCarbon nos ajudará tanto com nossos próprios objetivos quanto na transição de nossos clientes para modelos de negócios mais sustentáveis. O Santander tem vasta experiência em projetos sustentáveis ​​e é líder global e pioneiro no financiamento de energia renovável. Este acordo nos permitirá seguir na vanguarda deste setor-chave”, afirma José Linares, diretor global do Santander Corporate & Investment Banking (Santander CIB).

“A WayCarbon é uma empresa B (que equilibra propósito e lucro) focada em catalisar a transição para a economia de baixo carbono, e já vínhamos registrando um ritmo acelerado de crescimento nos últimos anos. Agora, com o Santander, aumentaremos a escala de nosso impacto positivo, em linha com o objetivo de cumprir nosso propósito”, diz Felipe Bittencourt, CEO da WayCarbon.

“Enxergamos uma oportunidade única de posicionar o Santander à frente de um mercado que irá crescer de forma exponencial. A originação e a negociação de créditos de carbono são importantes ferramentas para acelerar tanto o corte quanto a compensação de emissões, da mesma forma que os CBIOs, que são os créditos de descarbonização criados no Brasil para o setor de combustíveis, no âmbito do Renovabio. O estímulo financeiro é um poderoso acelerador, que se soma de forma decisiva às ações de educação e conscientização”, Carlos Aguiar, diretor de Agronegócios do Santander Brasil.

Santander tem o objetivo de mobilizar € 120 bilhões em negócios relacionados às finanças verdes entre 2019 e 2025, e € 220 bilhões até 2030 como parte de sua agenda sustentável e de seu apoio à transição de seus clientes para uma economia de baixo carbono.

O Banco já é carbono neutro em suas próprias operações e tem a ambição de atingir emissões líquidas zero para todo o grupo até 2050, em apoio aos objetivos do Acordo de Paris em relação às mudanças climáticas. E para facilitar a transição para uma economia de baixo carbono, o Santander alinhará até 2030 o seu portfólio de geração de energia ao Acordo de Paris.

A transação – que deverá ser concluída no segundo trimestre de 2022, sujeita a condições de fechamento – não impactará significativamente o capital do Grupo e a expectativa é de um retorno sobre o capital investido de 30% a 50% nos próximos três a quatro anos.

+ posts
Compartilhe esse conteúdo

Leave a Reply

Your email address will not be published.