Cidades da América Latina terão auxílio de tecnologia brasileira para contabilizar emissões de GEE

Cidades da América Latina terão auxílio de tecnologia brasileira para contabilizar emissões de GEE

ICLEI

ICLEI fecha parceria com WayCarbon e passará a oferecer software para que as cidades da rede monitorem suas emissões de  GEE.

Durante a COP23, realizada em Bonn, na Alemanha, o ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade e a empresa brasileira WayCarbon lançaram uma nova parceria que pretende contribuir  ainda mais para enfrentar os impactos da mudança do clima nas cidades da América Latina. A parceria facilitará o acesso dos municípios membros da Rede ICLEI  ao software CLIMAS®, um sistema para a gestão estratégica de indicadores de sustentabilidade, capaz de contabilizar e monitorar as emissões de gases de efeito estufa (GEE) de cidades.

Por meio da disponibilização do sistema, será possível ampliar o número de cidades que conhecem o seu perfil de emissões de GEE, identificam as atividades e as fontes de emissões que mais contribuem para a sua pegada climática e adotam medidas para reduzi-las, assumindo compromissos que vão ao encontro de um planejamento urbano resiliente e de baixo carbono, como por exemplo o Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia. A iniciativa reúne um movimento de mais de 7.400 cidades em todo o mundo que se comprometeram voluntariamente a agir pelo clima e do qual uma das etapas do compromisso envolve a avaliação e elaboração de inventários e análises de GEE.

Após um projeto piloto na cidade de Belo Horizonte, que demonstrou o potencial do uso do CLIMAS® para monitoramento de emissão de gases de efeito estufa em cidades, a parceria foi firmada com o objetivo ampliar o impacto que o ICLEI já causa em seus membros, oferecendo uma alternativa que reduz os custos e a complexidade da elaboração de inventários de GEE em cidades. Henrique Pereira, diretor executivo da WayCarbon, acredita que o sistema trará mais autonomia às cidades. “O que nós também temos como objetivo é que as cidades aprendam a monitorar suas emissões e façam isso continuamente, que essa seja uma informação essencial para a gestão do planejamento urbano”, diz o empresário.

Para Rodrigo Perpétuo, Secretário-Executivo do ICLEI América do Sul, a ferramenta com interface amigável vai permitir maior utilização pela equipe municipal. “O ICLEI está oferecendo uma tecnologia que se converte em uma oportunidade de transversalizar a agenda de clima dentro da prefeitura, por um lado, mas também de ampliar o debate sobre mudanças climáticas nas cidades com outros grupos interessados”.

O termo de cooperação da parceria foi assinado durante a COP 23, na Alemanha, e anunciado nesta segunda-feira (27/11) durante a reunião do Fórum das Capitais Brasileiras CB27, que acontece na cidade de Recife, em Pernambuco. Espera-se que o uso da plataforma, beneficiada pela sinergia entre ICLEI e WayCarbon, colabore para o aumento do número de municípios engajados em conhecer e monitorar as suas emissões de gases de efeito estufa

Compartilhe esse conteúdo

Tags

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.